quinta-feira, 1 de setembro de 2011

IV - Maratona de Londrina 2011

Londrina, em sua primeira edição da maratona, conquistou meu coração. Especialmente por ser a primeira maratona nas terras de Silvio (baleia fundador no PR, o bandeirante). Desde que o conheci em PoA 2010, que esse maratona ronda o imaginário Baleias, e com sua consolidação, não havia como ficar de fora.

A cidade me surpreendeu, não a imaginava tão grande e organizada. Fiquei hospedado no QG Baleias local, a residência de Silvio e Nilza, a quem não tenho palavras para agradecer por tanto carinho e pela hospitalidade. Senti-me na extensão de meu lar. Cheguei na sexta a tarde, e de imediato, Silvio ia me apresentando a cidade, passeando pelo percurso da maratona. Ali fiquei sabendo da pedreira que seria após o km 30, e imediatamente liguei para o CEO Baleias, Miguel Delgado, informando que a prova era para Xerpas. A vitória estava no papo. Tanto que a noite, em reunião estratégica com meus empresários Silvio e Júlio Cordeiro, confidenciei que se perdesse para Miguel em Londrina, abandonaria às maratonas e me dedicaria a jogar bocha. Antecipo desde já que continuarei correndo maratonas.

No sábado, fomos ao encontro da baleiada no aeroporto. Antes porém, mostramos a Júlio Cordeiro e Paulo Sampaio o que lhes aguardavam pelo percurso. Por pouco não desistiram de correr... mas a hidratação diferenciada que se submeteram os fizeram acreditar num milagre em Londrina. Teses em performance caíram por terra com nossos amigos apreciadores de gatorade pré-prova. Não obstante as 12h de hidratação, arrebentaram na prova. Como conseguem? É o gene do sertão.

A tarde, partimos todos para almoçar e retirar o kit no shopping catuaí,  tudo sem problemas e bem organizado. Após, fomos ao hotel onde estavam hospedados a maioria para uma pré-confraternização,  e entrega do manto coral para os novos membros Baleias. O gordo quase não gosta disso. O tempo passou que nem lembramos de ir ao congresso técnico.

Vila Nova rumo à 3ª divisão!!
Ali conheci pessoalmente Susi Saito, a menina das 42 asas, ligada sempre em 220v, e também Marli Palugan, de Curitiba. Blogueiros reunidos em todo lugar do mundo. Comentava com Marli essa coisa doida e curiosa, das amizades que ficam consolidadas através dos escritos na Internet relacionados com as corridas de rua.

Galera que gosta de escrever
Ali também ganhei a versão 2.0 personalizada do manto coral. Com direito a apelido e tudo mais estampado. Senti um leve distúrbio enciumado na força kkk. Agradeço à minha advogada baleias, Drª Marayse, pelos préstimos sem cobrança de honorários. Sem sua intervenção, essa camisa não chegaria jamais Marayse! Deixo então a dica para os demais baleias 'ainda despersonalizados'...pronunciem o nome Marayse na frente de Miguel, ele treme nas bases.

Também fui agraciado por Marinês com carboidratos nordestinos que adoro (rapadura e bolo de rolo). Já que Júlio Cordeiro e Gilmar estão em baixa comigo nesse fornecimento, abusei da boa vontade da nossa sereia, e encomendei os mimos. Marinês querida, corremos para comer isso tudo com prazer e sem culpa né não? Muito obrigado e volte sempre. 'Sorry eu' por qualquer coisa rsrs. Deixa eu explicar esse sereia...minha filhota de 4 anos, ao saborear o bolo de rolo, perguntou:

- Onde você comprou isso? Tem mais ?
respondi:
- Foi uma amiga do papai, que mora no Recife, que trouxe para nós.
E ela:
- Recife de coral?
Falei:
- Acho que é, lá tem esse nome por que tem muito recife de coral.
E ela fechou:
- Então ela mora num recife, ela é uma sereia?! (risos e gargalhadas)

Na companhia de Silvio, fomos para casa descansar, após uma tarde agradável de muitas gargalhadas, como de costume quando essa turma se encontra. Jantamos uma lasanha deliciosa feita pela Nilza, aliás, ela merece um parágrafo a parte.

Mulher de raça, guerreira, corajosa. Se não fosse pelo sotaque do sul, diria que é uma autêntica sertaneja, na acepção de Euclides da Cunha. É forte! Enfrentou sua primeira meia maratona sem treinar, e completou com alegria. Tive o prazer de vê-la na proximidades da chegada, perto da prefeitura, vibrante e feliz. Parabéns Nilza! A maratona te espera.

Deitei e pof, apaguei.

Chegamos na largada bem cedo, pois as mulheres largariam primeiro às 6h30. Mais festa, no reencontro com todos.



Para quem pensasse que ele estaria morto e de ressaca, ele responde: E eu bebi ontem?

Júlio Assolan - o fenômeno!
Chegou a nossa hora de largar, muito bom a confraternização na largada, todos desejando boa prova, abraçando e celebrando mais uma largada. Londrina tem satélites? Os GPSs não sincronizavam...mas no fim, tudo dá certo.

Larguei na companhia do meu mais novo guru, Wu, e segui junto com ele. Wu também merece um parágrafo a parte.

Se Ênio japa é o que há de melhor, Wu é o que há de extraordinário. Mergulhei de cabeça no estudo da Doutrina de Wu, e me tornei um iniciado no Wunenismo. Sua doutrina possui por pilares:

- Jamais perder para Miguel Delgado.
- Ler sempre o regulamento, especialmente o tempo máximo da prova, para não ser desclassificado.
- Falar o estritamente necessário. Quando não souber o que falar, diga: "e o que você quer que eu faça?", que poderá ser interpretado como submissão ou sarcasmo.
- Volto para te ajudar depois de cruzar a linha de chegada.
- Cerveja somente após a chegada.
- Em ambiente de falatório, você precisa fechar os olhos e meditar. Se conseguir roncar, entrou em êxtase.
- Tenha sempre um pombo dentro do seu peito.

Como ainda sou um iniciante na doutrina, não posso vencê-lo, pelo menos enquanto não assimilar todos os ensinamentos. Só depois de me tornar um Jedi Wu poderei pensar em vencer o mestre.

Mestre e discípulo

A estratégia era descer a bota até o 21km e depois passear pelas subidas. O percurso da meia é muito bom, com sombras, descidas, algumas subidas e de muita festa. Correr ao redor  do lago é  agradável demais. Ali tive meus 3 segundos de fama. O percurso da meia passa por pontos turísticos da cidade, como a  Universidade de Londrina, lago Igapó, Catedral, Praça Tomi Nakagawa, terminando próximo a praça dos 3 poderes. Nas proximidades da praça dos japas, Susi Saito conseguiu um clic extraordinário. O exato momento em que o Baleia esguicha água. Isso precisa virar marcar registrada na equipe. Grande foto Susi!

Baleia feliz esguicha água

Consegui acompanhar Wu até o 25km, e tivemos por boa parte desse trecho a agradável companhia do Ênio. Depois do 25k, foi cada um por si.

Na subida do km 30 eu comecei a passear. A partir dali, era caminhar em todas as subidas. Andei descaradamente. Por volta do km 32, um morador com uma mangueira d´água suavizava a rapaziada. Quando cheguei para refrescar o radiador ele me pergunta: Tem uma baleiada danada aqui hoje hein, vocês são de Londrina? Parafraseando Miguel Delgado, respondi: "Obrigado pela oportunidade", Baleias são do universo, estamos em todo lugar, ainda que não identificados. Conhece Tabira, sertão do PE? Estamos lá também. Agradeci e segui rumo ao jardim botânico.

Enquanto desço a ladeira, Paulo Sampaio e Walter já sobem. Sabia que ali seria desgastante demais. Tome caminhada. Chegamos então à ossada final. Aquela ladeira do km 38/39 foi para fechar com chave de ouro. Ali era meu km para correr para a Susi. Tentei, mas faltou ânimo. Fiz ele todinho caminhando e agradecendo a Deus por estar ali, quase fechando mais uma maratona. Parei no último posto de hidratação, e à Paulo Picanha, me servi com tudo que tinha direito. A staff pergunta: água, gatorade, coca-cola, bolacha ? E eu respondo, tudo! Faltou só uma cadeira para ficar mais a vontade. Refeito da subida, chegamos ao ápice do percurso, o chafariz, que estava desligado! Dali já via a chegada lá embaixo e as vozes...mas ainda faltavam 2km. Passa rápido.

Uma descida forte, e podem acreditar, caminhei na descida! Por receio mesmo de machucar. Nesse hora a prudência falou mais alto. Sabia que tinha a derradeira subida. PQP! Eu gosto! mas exageraram! Na última, sou ultrapassado pelo lobo do mar, o marujo, o de azul na foto abaixo. Saudei-o pela disposição e entramos no estacionamento do shopping.


Ali era só festejar...Silvio foi feliz no clic, pegou o momento da celebração. 2 X 1. O gordo não me pega nunca mais.

4h50m líquidos. Pelo passeio que foi, está excelente.


Festa Baleias na chegada!

Esse é irmão, FPC.
Baleias do PR com intrusos

E esperar o CEO chegar.

Eu amo muito tudo isso!
A organização foi primorosa! Para uma primeira maratona, já nasceu grande! Parabéns a FEL e todos os envolvidos direta e indiretamente. Vocês mostraram para o Brasil que é possível. Basta ter vontade. Todos precisam aprender a organizar provas com vocês. Com um preço justo, conseguiram realizar uma prova linda. Nós nos satisfazemos como muito pouco. Não pode faltar água e garantir a segurança no percurso. Vocês foram muito além! Médicos correndo no percurso, o auxílio das bikes, o abastecimento perfeito a cada 3km, o trânsito fechado, motoristas respeitando, população participando, enfim, uma festa!! Parabéns Londrina. Maratona de gente grande. Susi, muito obrigado por tudo minha amiga. Parabéns! Ano que vem, se prepare, pois a invasão Baleias será gigante. Londrina vai ser coral.

Para Silvio, Nilza, Laurinha e João Pedro, além de toda sua família, muito obrigado por tudo que me proporcionaram nesses dias inesquecíveis na sua pequena Londres, fazendo do seu lar uma extensão do meu, deixo a vocês a mensagem abaixo:


Dizem até breve.

PS: Fotos roubadas de diversas fontes, podem me processar que Marayse me garante.

39 comentários:

  1. Ricardo,
    Li esse relato com água na boca, desejando correr com vocês e participar dessa festa.
    Adorei o texto! A sua sensibilidade foi capaz de identificar as bases filosóficas Wunerianas, algo muito sutil de captar.
    A foto esguichando água ficou extraordinária.
    Ricardo, manda um e-mail com o seu endereço que eu garanto o seu estoque de rapadura e bolo de rolo, viu?
    Um fraterno abraço!!!
    Gilmar

    ResponderExcluir
  2. ricardo!!!

    que relato ma-ra-vi-lho-so!!!
    li saboreando cada frase, rindo, sentindo essas emoções todas que vocês tiveram em lodrina!

    na hora que terminei de ler aquele trecho em que você explica um pouco o wunenismo, liguei pra nosso CEO, e li pra ele o que você tinha escrito! kkkkkk rimos muito! e vou copiar lá no meu blog! afinal, Baleias amam filosofar! kkkkk

    a foto tá um arraso! amei! e também vai ficar coladinha lá no mural Baleias do meu blog!!!

    parabéns, ricardo! pelo relato, e por mais uma maratona conquistada!
    e que maratona difícil, viu!!!
    vocês são guerreiros demais da conta!

    bjs
    http://elismc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Ricardo queridão!!!

    Adorei o seu relato e dei muitas risadas. Infelizmente não pudemos estar junto com vcs, mas lembrei muito de todos.

    Curitiba será uma festa grande tb. E te digo que o trajeto é tão difícil qto Londrina e se prepare pra subida do viaduto no km 37/38. É de lascar o peão.

    Bjos,
    Dani
    correndoemagrecendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Hoffmann,
    Esse relato foi demais, cara. lindo lindo, eu que me emociono até com jingle das balas de leite kids, não direi que foi emocionante, direi que foi profissa. Mario Prata depois desse só escreverá nota de falecimento. OK!!!!!

    EU ADIRO

    eu adiro ao wunenismo!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Ricardo querido....

    Quando terminei de ler o relato fiquei por alguns instantes de olhos fechados revivendo todo o final de semana e claro praticando o Wunemismo ... Lembrei do banho de mangueira, das subidas intermináveis, da preguiça de correr no km 39/40, da beliscada no pódio, das boas gargalhadas e da gostosa convivência com os grandes amigos... Mesmo perdendo para o caniço eu com certeza faço tudo de novo.... Londrina/2012 me aguarde....
    Parabéns por mais uma conquista e obrigada pela preocupação com a hipoglicemia.... Você além de show é dez tambem.

    Bjks

    Meire/Baleias - BH/MG

    ResponderExcluir
  6. Mari Baleias Recife1 de setembro de 2011 15:25

    Gente!!!!!!!delícia, emoções fortes aqui, seu relato ficou o bicho!!!!! Privilégio meu ter participado da festa e principalmente ser citada no seu blog, não tem que agradecer, será sempre um prazer adocicar paladares diversos com nossas guloseimas que também aprecio, muito legal te conhecer, aliás, o bando só cresce e nos enche de orgulho dizer e mostrar ao mundo que somos Baleias.

    OPS: adorei o sereia de sua pimpolha, bjus prá ela.....
    sim, tb. adorei o doce de banana, ainda não iniciei a leitura do livro mas sei que vou gostar.

    bjão........

    ResponderExcluir
  7. Ricardo, lendo seu texto me senti novamente na prova, vc.captou a essência da prova com uma sensibilidade extraordinária. Com certeza esse foi o primeiro de muitos encontros que teremos. Quanto ao Wunenismo, sinto em dizer, mas vou copiar no meu blog, qualquer problema procuro a Marayse. Abraço e até Curitiba.

    ResponderExcluir
  8. Nossa. Que relato perfeito. fiquei lendo e rindo sozinha cada frasa mais apurada, cada momento filosófico. E das fotos ? A da baleia então? Adorei o Tabira é sertão mas tem Baleias. Ótimooooo!!!!! Abraços! Mariana Baleias Tabira Cordeiro.

    ResponderExcluir
  9. Cara, que post!!! Lendo assim parece fácil correr esse negócio de 42km! Um dos melhores relatos que já li, juro por Deus! O negócio pro Miguelito ta feio, pancada de todo lado cara! Quanto a Dra. marayse, pra mim ela nao põe pressão, assim não vale! Tbm quero camiseta personalizada porra!!! Ricardo, parabéns pela prova, pelas fotos (surrupiadas), pelo relato...a vontade de conhecer você só aumenta! Nos vemos em Curitiba?
    P.S. Desculpe pela ausência temporária por aqui, mas minha vida profissional deu uma virada grande...estou no 5 fim de semana trabalhando, está tudo triplicado!

    Forte abraço!

    Felipe de Souto

    ResponderExcluir
  10. Ricardo,
    Sensacional! Deu água na boca... saudade da turma!
    grande abraço,
    Sergio
    corredorfeliz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Detonou, cumpadi! Parabéns por mais uma marvada concluída com Êxito (o E maiúsculo saiu sem querer, mas você mereceu, então deixa ele aí...). E também pelo relato antológico. Maratonas xerpas para xerpas são e eu não me imagino participando de uma dessas, mas quem sabe um dia. Vontade, as suas palavras certamente despertaram.

    Abração!

    ResponderExcluir
  12. Cabra,
    Excelente relato de uma corrida sensacional.
    Foi um prazer muito grande estar com você em mais uma maratona-festa.
    Abraços Pernambucanos
    Júlio Maratonista Cordeiro

    ResponderExcluir
  13. Sem desmerecer seus escritos anteriores, você escreve maravilhosamente quando corre maratona... Beijos. Lana.

    ResponderExcluir
  14. Essa do Wunenismo foi uma tirada inteligentíssima! E muito engraçada, também.
    Parabéns, Ricardo!
    Grande tempo e relato primoroso e irrepreensível.
    Felicitações, pois você foi sensacional!
    Ass.: Guilherme.

    ResponderExcluir
  15. Eita festa =) parabéns o post esta sensacional,nossa rapadura e bom demais.

    Fabi

    ResponderExcluir
  16. Grande Ricardo, sempre à frente!
    As vezes me pego pensando se toda essa paixão pela corrida pode aumentar.... sempre que entro nesse teu blog essa sensação se confirma. Tudo é inspirador por aqui. Me sinto engatinhando... pois tu és um "Ás". Que sensacional!
    Grande Abraço... Ingrid

    #qual foi a trilha sonora desta maratona?

    ResponderExcluir
  17. Grande Hoffmann!! Parabéns cara, tomara que esta maratona venha pra ficar realmente. Espero participar um dia. Muito legal o relato, bem humorado e bem escrito.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Salve, salve Ricardinho!
    lendo seu relato primoroso acabei passeando novamente pela minha cidade. Durante a semana já passei por várais ruas onde corremos e as lembranças não foram ignoradas. Essa prova está difícil de esquecer.
    2012 já está chegando. Será a "back to back".
    Valeu amigo.
    Silvio

    ResponderExcluir
  19. Caro amigo, sinto-me sem palavras, vejo-as todas já ditas no seu texto. Coisas das mais lindas que já li por esses espaços cibernéticos. Por sorte Paulo Picanha me deu fôlego, porque a mim bastaria dizer visitem Ricardo Hoffmann, leiam o livro, ouçam o disco, apreciem a pintura do relato. Como se diz na minha terra: "nó, cê é Baleias dimais!" Te amo, não sei dizer menos do que isso! Abraço do coração. Miguel Delgado, mais adepto do que vítima do Wunenismo.

    ResponderExcluir
  20. Grande Ricardo !!
    Show de bola o relato , me deu água na boca vê essa galera e toda essa festa !!

    Parabéns por mais uma batalha vencida , e a volta da pampulha ta dentro ???

    Abraçoss e bons treinos !1

    Romildo

    ResponderExcluir
  21. Oie!!!!!

    Nunca me imaginei correndo pelas ruas de Londrina... adoro aquela cidade!!! Eles mandaram muito bem, né?

    Foi muito legal encontrar alguns Baleias pela prova.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  22. Kkkkk, que festa foi essa, Ricardo? Quer dizer que Marinês é sereia? Rsrsrs. A sua filhota é 10! Parabéns pela prova e por ter vencido o Miguelito! Rsrsrsrs. "O gordo sabe o que tem que fazer, mas o gordo não quer!" Rsrsrs. Estas são s palavras dele quando falei o que ele pode fazer para emagrecer! Kakakaka. É uma figura! E quanto ao Wu, se ele disse que só abre a boca quando é estritamente necessário, então, eu vou acreditar: ele disse que vai nos buscar no aeroporto quando formos para lá! Rsrsrs.
    Mais uma vez, parabéns pela maratona para xerpas!

    ResponderExcluir
  23. Excelente relato Hoffmann.

    Antes de tudo, sentir prazer por poder correr (ou caminhar) e agradecer por estar fazendo isso.

    Pelo visto, as baleias andam em grandes manadas né? Ou seria um enxame? Xii, se me perdi! hihi

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  24. ---------\\\\|/---------
    --------(@@)-------
    --ooO--(_)--Ooo--
    Aeee Hoffman tou gostando de ver que vc tá voando alto nas provas, muito bom o seu relato e tive que ri da foto vc esguichando a água...parabéns amigo, agora já pode pensar a correr uma Ultra hein.
    Boa semana e bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  25. Pow, Ricardo... Olha só! Já ia me animando que AGORA eu ia dormir... Mas numa última passada nos emails, eis que vejo teu recadinho... Caraca! E eu ainda nao tinha lido!! Como assim???
    Vcs estãp presentes por todos lugares. Até agora, quando eu começo a "falar" sem parar, sem dar pause, enter, lembro de Miguel Delgado falando: "Respira, Susi. Dá um enter, não escreve num blboco só!!!"
    Vc é respnsável por muita coisa que me inspirei e escrevi. Agora, lendo este teu relato... Pow, olha só! Tive a mesma reaçào de quando li o Operação Portuga! Tem noção??? Esborrachei de rir e ia imaginando quadro a quadro, cena por cena... Fui passeando junto de vc por todo o percurso que vc descreveu, rindo junto, subindo e encarando as ladeiras! Até as subidas foram engraçadas de subir, pois vc teve a maestria de colocá-las humoradamente nas suas palavras!
    Que posso dizer? O que venho postando em cada Baleia que encontro na rede! Que prazer foi conhecê-los pessoalmente! Rindo, sentindo o clima baleístico entre vcs! Juro que nem percebi a disputa acirrada entre vc e o Miguel... E olhe só: busquei o gordo! fiz meu ano pra ele! E pode falar? Ele confidenciava que nunca mais faria maratona sem treino! E dizia... "Mas que maratona do C..." E dizia que era a unica coisa que conseguia pensar para expressar o quanto gostou e se sentiu cuidado e bem servido aqui!
    Ricardo, falaria c vc por horas aqui. Pois vc teve uma inspiração tamanha, que nos deixa a vontade pra continuar a prosear esquecendo das horas... Tal qual uma conversa daquelas que se tinha antigamente!
    Bem, fcio por aqui, senao levo bronca do gordo porque não páro de escrever!!!!
    Inspiradíssimo!!!! E o clic perfeito, bem, a gente divide os creditos depois!!! Eheheheh!
    bjuuus
    http://clicandoeconversando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. Paulo Gustavo Sampaio5 de setembro de 2011 03:13

    Ricardo, Excelente relato. Londrina teve uma maratona excelente, os organizadores e a cidade estão de parabéns. É muita satisfação partcipar de uma corrida tão bem organizada e com companhias tão aghardáveis feito você, silvio, Julio e toda a turma baleias.
    Eu e Julio já fizemos a propaganda pelas bandas de cá. tenho certeza que ano que vem Londrina será invadida por Baleias e também pela turma da Acorja.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  27. Ricardo,

    Obrigado pelo comentário em meu blog. Que Deus esteja sempre te abençoando com muita saúde para conseguir correr atrás de seus sonhos.
    Fique Com Deus e bons treinos

    ResponderExcluir
  28. Parabenizo vc Ricardo pela participação em Londrina e mais do que isso pelo sentimento criado nesses anos todos de corrida. Meu velho você está encontrando o paraiso na terra! Li e reli seu relato e cada vez mais entendo o motivo pelo qual adoro correr...sem dúvida nenhuma é por ter amigos que pensam exatamente como vc. Vamos pensar assim por muitos anos...e praticando esportes também...rsos
    Um grande abraço desse seu amigo
    Marildo Nascimento

    ResponderExcluir
  29. Com esse texto a vontade de ir para Londrina em 2012 bateu forte!
    Parabéns pelo relato, pelas fotos, pela prova, e por ter virado discipulo de Wu! rsrsrs

    Festa Coral, não tem coisa igual!

    ResponderExcluir
  30. Ahhhhhh!!!! E o que foi aquele chafariz... Desligado....
    Ainda bem que na Padaria dos meninos, onde sempre tomamos café, após os treinos, estava a Keka, maratonista conhecida, de Santos lá agitando, esguichando um banho de mangueira dos deuses!!!! Pra poder fazer a tal curva "marvada" e encarar aquela subideira sem desistir, rumo ao Chafariz que não espirrou nada em ninguém...

    Abçssss
    Ehehehehhe

    Compartilhando, então o seu coment no me blog!

    ResponderExcluir
  31. Olá Ricardo,

    Muito bacana seu relato.
    Parabéns pelo blog, pela energia e determinação!!

    Aproveito para convidá-lo a conhecer o blog paessevenboys.blogspot.com. , onde você encontrará dicas de vida saudável e boa alimentação. Passa lá para uma visita, estamos aguardando.

    ;)
    @Paes_SevenBoys

    ResponderExcluir
  32. Que lindo seu post!!!!! Revivi cada momento, mas ainda não me conformo de não ter te conhecido. Você é um Baleia nato, suas palavras e seus sentimentos nos comovem e melhor ainda nos movem. Obrigada pela dica da advogada Marayse, já tomei nota!
    Volte sempre a nossa pequena Londres, grande abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  33. Parabéns pela bela conclusão da prova e pelo ótimo relato, bem humorado e pleno de fotos. Parabéns a todos os Baleias concluintes.

    ResponderExcluir
  34. Namastê,
    Boas energias grande Ricardo,
    Amei seu relato e até me animei para fazer um post falando sobre a Maratona, apesar de ter passado alguns dias, mas ainda continua fresquinha em minhas lembraças, um prazer muito grande em conhece-lo, pessoa bonissima, simpatico, querido e muito atencioso...
    Grata por fazer citação do meu nome...
    Simbora correr...
    Bons treinos
    Boas Energias
    @marlipalugan
    www.marlipalugan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Me senti na prova com este seu relato Ricardo.
    Parabéns.
    No próximo ano com certeza estarei lá participando desta festa.

    Abraço e bons treinos.


    tutta-BALEIAS/Pr
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. Ricardo,

    adorei o relato. Deu pra imaginar como foi fantástica a maratona de Londrina e esse encontro de amigos.
    Fiquei "bestinha" quando você falou que tem Baleias até em Tabira-PE. Eita, sertão longe!
    Abraços e boas corridas.

    Mõnica cordeiro
    Baleias/Tabira-PE

    ResponderExcluir
  37. Oi Ricardo!!! Valeu o comentário lá no meu blog!@ Vc é um baleiaaaa que legal!!! Abração e bons treinos!!

    ResponderExcluir
  38. Grande Hoffmann, como esta? mais um belo relato hein! e uma bela participação também, mas me diga vc ja deve estar sabendo da mundança no percuros da S.Silvestre ne?então...termos sua ilustre presença por aqui?espero que sim.ABCS!

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar aqui seu comentário. Boas corridas!!